15/10/2007

Cap 44: Uma entrega para você (Jeni)

A gravidez é linda, você e o bebê formam juntos dois corpos em um. Começa a sondagem sobre o sexo do neném, a busca pelo nome ideal, a compra de todo o fantástico mundo do quarto do filho e... Bem, tem coisas que ninguém participa, você sofre na pele sozinha. No máximo podem sentir pena, nojo ou dar apoio.

Entro na primeira fase dos três meses e descubro aos poucos o que me faz mal. Por exemplo, o simples escovar dos dentes. O creme dental me dá náuseas horríveis, bem como perfumes, cheiro de temperos e de cigarro. Tenho que levantar da cama lentamente para não provocar enjôos. Ou seja, eu sou uma pessoa dentro do navio, tentando diminuir as ondas para evitar as náuseas.

Até o ritmo de alimentação mudou, tenho que mastigar bastante, não posso deitar depois de fazer as refeições porque as azias também começaram a me incomodar. O aumento do útero e o excesso de progesterona dificultam a atividade do meu estômago e isso provoca cólicas e prisão de ventre. O jeito foi tomar bastante chá de Senne, uma espécie de laxante natural.

Para ativar a circulação, eu comecei a fazer ioga e também hidroginástica. A médica me explicou que a baixa taxa de cálcio e vitamina B1 somadas a falta de exercícios podem provocar câimbras. Por isso, eu já comecei a prevenir mais incômodos futuros.

Agora sou adepta dos óleos de amêndoa e uva. Fazer massagem no corpo todo para diminuir os inchaços e melhorar a circulação é um dos cuidados mais gostosos, pois eu posso contar com o meu marido para me ajudar. Tem alguns inconvenientes: suas mãos são ásperas por causa dos calos trazidos pelos exercícios de musculação e é muito pesada. Porém, só pelo fator psicológico já vale a pena. É muito relaxante e gostoso o contato da massagem.

Ruan tenta ajudar em tudo, mas sei que eu o irrito. Temos que parar muitas vezes de carro para que eu possa urinar. Apesar da quantidade de líquidos na bexiga ser o mesmo, quanto mais o bebê cresce, mais comprime os órgãos abaixo do ventre e por isso eu sinto que quero ir ao banheiro toda hora. Sem contar nas cenas escatológicas dos vômitos sem previsão. Desde que vomitei no meio de um jantar importante, deixei de lado estas reuniões. Acho que todas as pessoas perderam a fome e eu quis morrer. Minha sensibilidade aumentou muito e eu começo a chorar por tudo, a pensar no racionamento da água, na poluição do planeta, no degelo, na extinção dos Pandas... No futuro habitat do meu filho.

Eu comecei a fazer faculdade. Ah! Não falei! Sim, passei no vestibular. Desculpem, leitores, mas é que são tantas transformações que eu ainda estou no olho do rodamoinho. Posso dizer que estou gostando muito, mas vou ter que trancar o próximo semestre. Quero tirar um tempo para ter meu filho com tranqüilidade, sem estresse de provas e trabalhos.

As pessoas são legais, mas vivem uma realidade diferente. Eu não saio da faculdade e vou beber no bar, volto para casa e vou cuidar das coisas do meu marido e descansar. Enquanto algumas meninas estão à caça dos gatinhos calouros, eu já sou casada e tenho segurança nesse lado da minha vida pessoal. E, por falar nisso, posso garantir que foi a melhor coisa que fiz ao casar. Usar uma aliança no dedo é uma silenciosa desculpa social. Todos olham para o meu barrigão como se fosse “o erro que eu me descuidei”, mas logo o semblante muda quando vêem aquele amuleto dourado no dedo esquerdo. Eu me sinto um pouco constrangida, mas, se começam a me encarar demais, eu acaricio a barriga com a mão esquerda. Contar isso pode parecer tão ridículo... Tenho até vergonha de estar confessando essas coisas. Mas é uma barra pesada. Literalmente pesada, porque a pele não se agüenta e estica até formar aquelas horrorosas estrias. Enquanto eu tento conviver com isso, ao meu lado estão as colegas de turma falando de musculação, da dieta de pontos, da quantidade de calorias do refrigerante e do corpo esquelético da modelo tal. Como posso ser uma “elefante feliz” na terra das “girafas delgadas”?

Se eu ainda conseguisse controlar os meus desejos, mas eles parecem me dominar. Uma noite dessas, eu acordei o Ruan para me conseguir uma marmelada.

_Amor, marmelada? Tem goiabada na geladeira... _ ele resmungou, deitado de bruços.

_Não é a mesma coisa, não é porque está na lata e é da mesma marca que marmelada e goiabada têm o mesmo gosto, né, Ruan!

_Linda, são duas da manhã!

_Ruan, seu filho vai nascer com cara de marmelada!

Ele sentou na cama, respirou profundamente, passou as mãos na nuca e se levantou.

_Marmelada?

_É.

Ruan calçou o chinelo e abriu a porta.

_Onde você vai comprar?

_Eu vou pegar o carro e ir até algum supermercado 24 horas. Alguém deve ter inventado esse supermercado para as grávidas.

_Ai! Não fala assim!

_Desculpa, meu amor... _ ele inclinou-se e beijou minha testa.

_Eu não tenho culpa se estou com desejo!

_Tudo bem, linda. Eu vou encarar a missão do “Marmelo”.

_Tá.

Assim foram incontáveis vezes que eu dei missões esquisitas para Ruan. Mas nem sempre pude tê-lo ao meu lado. Em momentos cruciais ele estava viajando ou fazendo algum treinamento. Um deles foi na ultra sonografia para descobrir o sexo do bebê.

Liguei para ele chorando:

_Está muito ocupado?

_Não, a reunião não começou ainda.

_Era para te dizer que seu filho está muito bem.

_Filho?

_Sim, é um menino!

_Não acredito! Gilberto, é um menino! _ Ruan falou para alguém próximo a ele. _ Nossa, amor, queria estar com você.

_Tudo bem. Vamos ter todo o tempo do mundo.

Se, por um lado, havia muitos contratempos, por outro, eu podia usufruir da maravilhosa sensação de levar o filho do Ruan no meu ventre. Ser mãe um momento mágico na vida de uma mulher.

Ouvi a campainha tocar. Deixei o livro sobre o sofá e levantei-me para atender. Era um homem vestido de amarelo com uma caixa na mão.

_Para mim? _ perguntei.

Depois de assinar o papel, entrei e trouxe a caixa comigo. Sentei mais uma vez no sofá. Não havia remetente.

O que era? Quem enviara?


Autora: Li
(lianotacoes.blogspot.com)

**"Fã Clube Ruan Forever" (Clique aqui)**
**Comunidade do livro (Clique aqui)**

13 comentários:

Li disse...

"_Ele voltou... Ele voltou..."

(Acho q é o comercial do Habibs... algo assim rs.)

Tipo, to me sentindo assim:

"Ela voltou, ela voltou" rsrs.

Ok, coisa mais sem nócio né?

O Edward Hopper é um pintor (escrevi um texto sobre ele no meu site www.imagendart.blogspot.com)que dizia que quando estava sem inspiração, ele tomava um porre de cinema.

Pois é... Fiquei vendo uns trocentos filmes, lendo livros, vendo arte... Minha cabeça agora tá a mil, como o Tom Cruise no missão impossível 3 hahahah.

Q comparação :P putz, tá, se eu fosse homem seria tão bonita quanto? (ng vai ler isso né? espero)

Bom, qnt aos problemas... Eles continuam, mas eu to mais preparada para enfrentá-los.

Agora o livro entra na parte 2...
Muita AÇÃO, AVENTURA E AMOR nos próximos capítulos.

Beijos da Li Mendi

*******************************

QUE QUE TEM NA CAIXA?!!!

QUEM MANDOU A CAIXA?!!!!

HUMMMMMM MISTÉEERIO! RSRS

Lucy disse...

Que lindo capítulo, Li... é tão bom ver a segurança dela em relação à própria escolha da vida. Caramba... estou emotiva demais hoje, *lágrimas* espero que seja ainda mais lindo conosco todas essas transformações... \o/

Ihhh, mais uma caixa... tivemos a fase das portas e, agora, é a fase das caixas! [ó.ò]

Abre logo isso aí! =P

Deisinha Rocha disse...

bem...
aporto na mãe do Ruan...
mandou pra ela, hum... presente pro bebÊ...

a Jeni e suas caixas...

O ruan faz suspense com a porta e a Jeni com caixas...

rsrs

capítulo super gostoso de ler, Li...

Deisinha Rocha disse...

ah, sim, só li o comentário da Lucy agora...

é realmente boum ver a Jeni confiante do caminho q ela escolheu...

rsrs


bjOo mininassss...

Ana Carolina disse...

li...vou resumir essa história a História das caixinhas misteriosas!Que coisa..é caixa vermelha, amarela, e depois?! vai ser uam azul, outra verde, quem sabe uma cor de laranja, e uma outra rosa?!rsrsrs...assim vc usa a aquarela inteira antes de acabar!!!rsrsrsrsrsrs...adorei...quero ver ela daqui a pouco com aquele barrigão lindo!!!Ai ai...

KÁKÁ disse...

nossa meu deus esse negocio de caixa me mata ehm!!! qq isso..rs...
pelo amor de Deus....

mais o capitulo foi lindo..amei...bjsss li vai dar td certo...

Li disse...

hahahahahhahahahahahha boa!
gente to feliz, acredita que sai no blog de um jornalista por causa do meu trabalho da monografia?

maneiro né? e de quebra ele indicou o livro.
ahhh, mas voltando aki.
sim é a história das caixas, kakak só vcs.
agora essa caixa ai vai virar a história de ponta cabeça.
q coisa p bebê q nada!

é bem mais bombástico.

agora o q????????????????

hum?

beijocas!

Li

Nati disse...

Li, soh hoje estou lendo os capitulos.
Que bom que vc voltou e mais forte!!!!

Nossa, lindo demais o casamento...Imaginei o meu! rs

Mas e agora que caixa eh essa???
Não faço a minima ideia do que seja.
Ai se curiosidade matasse...rs

To aki ansiosa esperando o/

Beijos =**

aninha disse...

ai Li... a Jeni não pode passar mal!!!! o que tem na caixa ????

Meninas, to de volta ao mundo literário com O Diário de Carolina... a Carol é uma mulher moderna e batalhadora, mas... aos 27 anos de idade engravida do namorado e é abandonada! desprezada pela familia, ela se muda de cidade... o resto eu não vou contar... leiam aqui www.odiariodecarolina.zip.net

bjus a todas!!!!!

Nathália disse...

A Li voltou ÊÊÊÊ!!! E cheia de imaginação.. o que tem na caixa?? Se é algo bombástico eu não vou nem tentar descobrir, deixa o prox cap me surpreender!!

E a Jeni amadureceu milhares de anos desde o início do livro né?!?! Ela ta show!!

Bjão

luana disse...

Gente que suspense!!! quando imaginamos que tudo vai entrar na calmaria , aparece outras coisas para nos deixar mais curiosas sobre o fim dessa história... Li os 40 capítulos em uma tarde apenas hehehheeh

titta_* disse...

"Ouvi a campainha tocar"

e eu pensei: Lá vem a porta!!

continuemos..

"..com uma caixa na mão."

dai pensei: Nooooooooooossa uma porta e uma caixa no mesmo capitulo?!

"O que era? Quem enviara?" FIM

e eu aqui pensando:

EU MATO A LI!!! kkkkkkkkk...
diz ai o q eh antes q vc me mate de curiosidade!! =P

=***

Li disse...

Oi, Luana! rs. 40 cap em uma tarde? vc é das minhas. rs.
vou pagar umas contas no shopping, qnd voltar conto o que tem na caixa. aguardem. rs